sábado, Outubro 06, 2007

A Grande Novidade...

E que não pode esperar mais tempo para ser divulgada é que já nasceu o meu rebentinho, o nosso J., o membro mais recente desta familia!!

Nasceu na passada sexta feira, 28 de Setembro, às 21h40 com 2590kg e 46cm. Nasceu ao fim de 35 semanas e 3 dias. Estava saturado da barriga da mãe (de certeza que não sou uma boa incubadora) e quis vir conhecer o mundo!!

Foi um parto que correu muito bem e muito depressa (fiquei famosa naquela maternidade...)!! O J. não precisou de incubadora e, embora ligeiramente prematuro, nasceu maior que a irmã!!

Estamos muito felizes!!

Queria pedir-vos desculpa por nunca mais ter dado novidades mas foi impossível. Vou tentar passar agora com mais frequência para vos contar tudo e visitar os vossos cantinhos e saber das vossas novidades!!

Um grande beijinho e até breve!!

quarta-feira, Junho 20, 2007

O sexo do bebé

Não era minha intenção fazer tanto suspense, de modo algum!!! Na realidade o bebé que está a caminho e me arranha a barriga frequentemente é do sexo.... MASCULINO!!

É verdade, desta vez vem aí um menino!! Para contrariar as expectativas de quem (ao contrário de ti Estrelinha) já só se imaginava mãe de meninas!!

A B. já se está adaptar à ideia de que vai ter um mano, se bem que ainda não percebe muito bem o que isso significa. Já compreende, no entanto, que eu tenho um bebé na barriga e que esse bebé é o mano e até já tem nome. Passou por várias fases, desde a negação:

"Não tens um bebé na barriga... Não!!"

A um tique nervoso de piscar os olhos de cada vez que se falava no bebé! Passando pelo episódio de tentar vestir babygrows de recém nascido quando eu, no outro dia fui buscar umas roupas dela, de bebé, para escolher o que o poderia usar para o irmão...
Sei que ainda passará por muito mais fases, provavelmente quererá voltar a usar fraldas e a falar "abebezado". Mas também sei que este é o processo de adaptação natural porque também sei que não será fácil passar de filha única a irmã!!!

E agora este blog vai fazer uma pausa, apenas porque a sua autora está mesmo sem tempo nenhum. De regresso ao meu ritmo de trabalho normal raramente estou à secretária (e consequentemente ao computador) e por isso está a tornar-se dificil manter as novidades actualizdas e, obviamente, visitar os vossos cantinhos.

Garanto que vou dando noticias!! Um grande beijinhos para todos os que nos têm visitado, obrigada e até breve!!

segunda-feira, Junho 11, 2007

Novidades, Novidades e Novidades!!

Boas, óptimas, maravilhosas!!

(Post breve, estilo telegrama :))

Já tenho o resulatdo da amniocentese e, felizmente, foi apenas mais um falso positivo!! Como calculam já sei o sexo do bebé, mas ainda não vou revelar, para manter o suspense um pouco mais. Que acham que é?? Da familia e amigos não virtuais quase toda a gente acertou...

A B. também está óptima! Esta idade é fantástica, o que me tenho rido com ela.

A barriga continua a crescer muito e o meu peso a aumentar ainda mais... Cést la vie!!

Antes de saber o resultado da amniocentese tive uma consulta para verificar que não tinha havido problemas nem complicações com o exame e não houve mesmo!

Gostava apenas de explicar uma questão que, se calhar, suscitou dúvidas!! Para mim não fazer o rastreio e a amniocentese nunca foi uma hipótese, mesmo com a possibilidade de ser um falso positivo. Como diria Indiana Jones (esse grande poeta :D) sou uma mulher da ciência e acredito que a ciência nos pode ajudar e ser útil e, se actualmente, existem todos estes exames e ecografias que nos permitem saber antecipadamente que as crianças são saudáveis penso que os devemos fazer. A não ser, obviamente, que nos seja completamente indiferente!! Conheço pessoas que preferem não saber... nesses casos acredito que não vale a pena fazer tantos exames!!

Voltarei com mais tempo e mais calma para contar todas, todas as novidades!!

Muito obrigada pelas vossas palavras de apoio e de ânimo!!

terça-feira, Maio 29, 2007

Amniocentese

A amniocentese correu bem. Não custou quase nada. O médico, a assistente e a recepcionista foram todos uma simpatia!! É incrivel a facilidade e precisão com que espetam a agulha e fazem a recolha, como sabem exctamente onde o fazerm (claro que é o trabalho deles e tal e tal mas fico sempre espantada).

Respeitei os 2 dias de repouso absoluto. Aliás no consultório ainda me deu vontade de rir quando o médico me disse que não necessitava de fazer repouso absoluto, podia levantar-me para ir à casa de banho, comer e ver televisão!! Ri-me e pensei que esse para mim é o conceito de repouso absoluto!!

O papá cá de casa foi fantástico, muniu-se de toda a paciência possível e imaginária e levou a filha à natação (como habitualmente ao sábado), a seguir levou-a ao parque (para eu poder descansar um pouco mais) e à tarde ainda a levou às compras!!

Os resultados demoram entre 8 a 10 dias úteis a sair mas pelo que o médico me disse aparentemente está tudo bem! Agora, passados estes dias de agitação, já me sinto mais calma!

Ontem já voltei "à minha vida normal" e soube-me tão bem.... Foram só dois dias mas custou e eu só imaginava aquelas pessoas que têm de passar meses inteiros assim!!

PS1 - Muito e muito obrigada pelas vossas palavras!!

PS2 - Estive todo o fim de semana sem net devido a uma avaria na linha, ARHH!! como eu detesto quando isto acontece!!

sexta-feira, Maio 25, 2007

Exames e Ansiedades

Nem sei bem por onde começar este post. Eu bem me esforço e tento levar uma gravidez calma e relaxada, mas não está fácil!!

Quarta feira ao fim do dia recebi um telefonema da minha médica. Não estranhei (logo) o telefonema, tenho consulta marcada para a próxima semana e poderia ser qualquer coisa relacionada com isso. Só quando ela começou a falar e me perguntou se eu tinha disponibilidade para falar é que se fez luz!! Já tinham saído os resultados do meu rastreio bioquimico!!

Com calma e paciência explicou-me que estava tudo bem mas que, de acordo com a medida da translucência da nuca, a probabilidade do bebé sofrer de Sindrome de Down é muito baixa, de acordo com os indicadores bioquimicos (sanguineos) é elevada. Ficquei chocada, confesso!! Da gravidez da B. também fiz este rastreio e, embora na altura, este tivesse uma probabilidade de falsos positivos maior nunca tive preocupações. Nem as tinha agora, por isso estava tão "longe" quando recebi o telefonema!!

Queria falar comigo pessoalmente, mas eu sou muito pragmática (sou uma mulher da ciência :D) e quis saber logo tudo. Que mais exames poderia fazer??

Amniocentese!!

OK! Procurei onde poderia fazer o exame e consegui marcar para hoje às 14h35.

Ontem fui ter com ela e ela voltou a dizer-me que acredita não ser nada mas que não tem coragem para me dizer para não fazer a amniocentese, embora esta também acarrete riscos!! Respondi que ela não precisava de estar preocupada porque em caso de dúvida eu prefiro fazer o exame!

Hoje já estou mais calma mas não está a ser muito fácil digerir isto!!

terça-feira, Maio 22, 2007

Gravidezes

Sempre ouvi dizer que uma gravidez nunca é igual a outra e estou a chegar à conclusão de que é mesmo verdade. Esta gravidez começou de uma forma muito diferente. Da B. eu andava ansiosa por engravidar e à medida que os meses passavam a minha ansiedade aumentava e acredito que isso já estivesse a dificultar o processo. Desta vez não. Tinha prometido a mim mesma que íamos começar a tentar e aconteceria quando tivesse que acontecer.

Aconteceu e eu soube que estava grávida com uma certeza que nos vem de dentro, que não sabemos explicar, mas temos a certeza! E foi incrível quando disse ao S. que tinhamos que fazer um teste de gravidez e ele me respondeu convicto:
- Não, não pode ser!

E contei-lhe a vontade incrível que tinha sentido uns dias antes de comprar um biberão, pequenino, de recém nascido, cor-de-rosa, e vi nos olhos dele que ele percebeu que eu estava mesmo grávida. Fez um ar sério e disse fazemos o teste quando quiseres.

Aqui começaram as diferenças. O teste desta vez não foi feito a dois, acabou por ser feito numa consulta médica, numa clinica e eu estava sozinha.

A seguir perdas de sangue, pequenas perdas, mas suficientemente grandes para me deixarem em stress e a correr para o telefone para falar com a minha médica! Com a B. nem um ligeiro corrimento tinha tido. Depois da consulta (das 6 semanas) e da ecografia constatarem que estava tudo bem a minha médica ofereceu-me os comprimidos para o enjoo. Eu com a mania que sou forte, até porque da B. os enjoos foram minímos, disse que não precisava. Uma semana depois lá fui eu suplicar-lhos...

A gravidez da B. ocorreu de um óvulo do meu ovário esquerdo, esta do ovário direito (irrelevante eu sei, mas não deixo de achar curioso, LOL).

Os enjoos (tal como da primeira gravidez) começaram por volta das 6/7 semanas, mas muito mais intensos, muito pior. A minha barriga cresceu muito mais depressa. Já tenho uma barriga, neste momento, similar há que tive, da primeira vez, por volta das 25 semanas.

Tal como da primeira vez já engordei muito (demais...) mas a barriga ainda passa despercebida para os mais distraídos. Só com roupa um pouco mais justa. Já uso roupa de grávida desde as 8 semanas (da gravidez da B. usei a minha roupa até aos 4 meses...).

Um dos primeiros sintomas que senti da gravidez da B. foi a sensibilidade mamária. Era horrível, até os sutiens me magoavam. nunca mais consegui dormir de barriga para baixo (só mesmo despois da "piquena" nascer). Desta vez ainda consigo dormir de barriga para baixo... e ainda bem porque eu gosto tanto!!

A minha bexiga é que está igualzinha, levanto-me umas 4x por noite para ir à casa de banho... para isso é que não há mesmo pachorra nenuma!! De modo que já não durmo bem (e a maior parte das vezes a culpa nem é da B.) e ainda só vamos a meio!!

Notinha de rodapé: Este post já estava em "banho-maria" há algum tempo, já parece um pouco desactualizado mas fica aqui na mesma :D
Bolos e Bolachas

No sábado passado fui à festa do primeiro aniversário da filha de uma casal amigo. Foi muito bonita e correu tudo muito bem.
O bolo veio daqui e recomendo. Espreitem!!

quinta-feira, Maio 17, 2007

O Pneu, o Pato e a Birra

Ou o resumo dos dois últimos dias, a letra maiúscula porque merecem, foram grandes!!

A caminho de casa rebenta o pneu do meu carro. Páro o carro uns metros à frente, vejo o estrago e digo algumas asneiras (nestes momentos não há mesmo mais nada a dizer). Vou à bageira e tiro o triângulo, monto-o uns metros atrás. Começo à procura do pneu sobressalente e desejo que algum caval(h)eiro tenha a bondade de parar para me ajudar. Não sei se já experimentaram mudar um pneu, mas não é uma tarefa fácil. É daquelas tarefas onde não existe igualdade entre sexos, por questões de força fisíca. Confesso que eu sozinha não consigo, grávida ainda me parece menos conveniente. Não é que não saiba como se faz, teoricamente conheço todo o processo, o problema é que os pneus são montados em "locais próprios" onde usam pistolas pneumáticas para apertarem os parafusos... Enquanto estou à procura do macaco e da chave telefono ao S. (tipo SOS). O pobre está numa reunião mas atende o telefone e tenta ajudar-me, como pode.... Nisto as minhas preces foram ouvidas e oiço uma voz masculina que pergunta se preciso de ajuda. Escusado será dizer que disse logo que sim!! Enquanto o meu benfeitor se sujava e transpirava por todos os poros para conseguir retirar o pneu (para terem noção ele teve que se por em cima da chave e saltar para conseguir desapertar os parafusos) ou só pensava isto de ser mulher tem mesmo as suas vantagens. Quase parecendo que me ouvia os pensamentos (spooky!) o sr. apressou-se a explicar-me que não pára apenas para ajudar senhoras, que faz o mesmo se forem homens, faz apenas aquilo que gostaria que lhe fizessem a ele. Pois eu, pela minha parte, para além de achar essa atitude muito louvável fiquei-lhe eternamente grata!! Ainda há caval(h)eiros neste país!!!

Horas depois... ao fim do dia oiço um cão a ladrar insistentemente. Pensei imediatamente que fosse o cão "histérico" da minha vizinha, vou à janela e qual não é o meu espanto quando vejo que era a Lua!! Estava possessa por causa de um pato que se encontrava parado em frente ao nosso portão. Confesso que nunca a tinha visto assim, imaginem para nem sequer lhe reconhecer o ladrar. O tempo passa e nem o pato se vai embora nem a Lua se cala. Já toda a vizinhança espreitava das janelas. O S. farta-se e vai lá fora enxotar o pato. Apenas lhe disse: "Xô pato" O bicho assustou-se, deve ter entrado em pânico, desata a correr levanta voo (altissímo) dá meia volta no ar e dirige-se para uma casa da vizinhança (que penso que foi donde ele veio) e de repente choca com um poste de electricidade. Ouve-se um bac, e o bicho caiu para o lado de dentro do muro!! Pensamos que o pato morreu, foi uma pancada brutal, mas não conseguimos saber... Pobrezito. Isto de morar na cidade mas parecer, simultaneamente, que se está no campo tem destas coisas.

Finalmente a Birra de ontem da B.. Imaginem a cena, entramos em casa com ela e os avós e ela atira o chapéu (que trazia na cabeça) para o chão. Ralhamos com ela, com a conversa do costume, não se atira coisas para o chão, faz favor de apanhar o chapéu e ir arrumar! E ela em vez de o fazer desata a chorar e nem se mexe. O S. agarra nela e diz-lhe que ela tem de apanhar o chapéu, ela corre para mim a chorar e a pedir colo (que eu obviamente não dou). Os avós, não se querendo intrometer muito mas não o podendo evitar, pedem-lhe que apanhe o chapéu. Não vale a pena, o choro ainda aumenta mais e a menina começa a puxar os vómitos (uma mania que me tira do sério). Eu e o S. vamos para a sala, ela quer vir atrás e o pai diz-lhe que ela não sai dalí enquanto não apanhar o chapéu. Continua a chorar, que me quer a mim... E eu a pedir-lhe que me traga o chapéu. Os avós vão despedir-se dela e, mais uma vez, pedir-lhe que apanhe o chapéu. Assim que eles saiem vou ter com ela e digo-lhe para me dar o chapéu. Ela dá-mo imediatamente. Pego-lhe ao colo e vamos à janela dizer adeus aos avós.
À janela diz-me ela: "Eu estava a chorar" E eu respondi: "pois estavas, porque não querias apanhar o chapéu?"
É torta esta minha filha e aproveitou a "plateia" para fazer uma fita ainda maior. Nunca me tinha feito uma birra destas mas o mais dificil é olhar para ela e ver-me a mim!! Os nossos filhos são, de certo modo, os nossos espelhos e não é fácil vermos os nossos defeitos reflectidos!!

segunda-feira, Maio 14, 2007

Ausência

Está tudo bem conosco, esta ausência deveu-se a alguma falta de vontade minha. Ando um pouco cansada, voltei a ser assolada por outra crise de alergia que me pelou todo o nariz. Assim que me recomponho vem logo outra... Enfim já não falta tudo para o fim da Primavera!!! De resto está tudo bem!

Tenho muitas novidades. O feijãozinho está óptimo e a B. também. Na passada noite de 27 de Abril a B. adormeceu, pela primeira vez, sozinha na cama dela. Sem dramas, sem birras, sem choros e sem conflitos, pacificamente. Fiquei histérica de felicidade. Concluo que, realmente, por vezes nos preocupamos demasiado com coisas naturais. Mais tarde farei um post adequado sobre essa noite (memorável).

Vou tentar vir mais regularmente agora e vou actualizar a minha leitura nos vossos blogs.

quinta-feira, Abril 26, 2007

Ruca ao Vivo

Nós fomos! A B. delirou! O espectáulo valeu a pena!!

Muito oposto ao tão badalado Noddy ao Vivo, no LoureShopping, onde também fomos e me arrependi...


sexta-feira, Abril 20, 2007

12 Semanas

O nosso "feijãozinho" já tem 12 semanas e hoje foi dia de o ver!! Fico sempre nervosa na véspera das consultas (de rotina), durmo mal, sonho, ando agitada... Não sei se é de mim mesmo (também sou um pouco frenética, LOL) se dos sustos que tive da gravidez da B..

Ainda não tinha comentado aqui mas já estou com uma barriga enorme, tenho uma barriga equivalente à que tive por volta das 18/20 semanas na primeira gravidez. Imaginem que quando a médica me viu hoje me perguntou se eu estava de 18 semanas... Nem quero imaginar daqui a 20....

A consulta correu muito bem, nós estamos óptimos e recomendáveis!! O "feijãozinho" está com 6,6cm, muito activo e deixou ver quase tudo... Os meus enjoos continuam, espero que por pouco tempo mais.

Uma das coisas que adoro nesta médica (para além da sua simpatia, disponibilidade e competência) é que faz as ecografias e tudo o mais necessário na hora. Hoje retirei logo a amostra de sangue para o rastreio bioquimico. Isto poupa-me imenso tempo!!

Estou Feliz!!